INSANIDADE COLETIVA: Rio de Janeiro - A religião ditando a política

segunda-feira, 31 de maio de 2010

Rio de Janeiro - A religião ditando a política

Rio – O Deputado estadual Pedro Augusto (PMDB-RJ), está muito animado com o projeto do monumento de Vossa Nossa Senhora dos cristãos católicos Aparecida, apresentado pela Empresa de Obras Públicas do Estado ( EMOP).

A sugestão de criação da estátua, foi enviada ao governador do Estado do Rio de janeiro, Sérgio Cabral ( PMDB-RJ) por Pedro Augusto, que é devoto da "santa".

O monumento terá 25 metros de altura, e foi projetado para ser construído a 310 metros acima do nível do mar, no Morro da Viração, na cidade de Niterói.

Totalmente moldada em concreto, a "santa" deverá ser instalada em um base de 4 mil metros quadrados, onde será erguida uma capela com capacidade para 10000 pessoas.

Além da Estrada da Viração, os visitantes poderão embarcar em teleférico que também deverá ser instalado no local. O deputado Pedro Augusto, é radialista e atualmente tem um programa na Rádio Tupi ( RJ), onde sua audiência chega a ter 400.000 ouvintes, segundo o Ibope.

Em um Estado, com altos índices de violência, graves problemas na saúde e educação, um representante político envia uma sugestão de um projeto para satisfazer sua vontade pessoal ou quem sabe apenas realizar o desejo dos devotos da "santa", em um país que se diz Laico ?



Para construir escolas, hospitais, ou creches, não há dinheiro suficiente. Entretanto um projeto que garantirá os votos na próxima eleição, isso deve ter de sobra. A população sequer foi consultada, e você prefere investimentos em educação, segurança, saúde ou contrução de imagens religiosas que por sinal é pecado na religião deles wtf?! ?

Devemos ter cuidado com qualquer interferência religiosa na política, seja protestante, católica,judaica, mulçumana e etc…

Referência: Tela Crente

2 comentários:

Anônimo disse...

Eu não sou católica, mas não acho uma idéia ruim. A crença é muito importante ainda mais no mundo em que vivemos, cheio de violência.

Darlisson disse...

Num mundo cheio de violência, a qual muitas das vezes a religião está por trás. É justo um Estado que diz não ter dinheiro para cobrir o custeio do ensino e, no entanto, criar adornos às custas dos cofres públicos. Evangélicos odiaram a idéia. E não seria um dos dez mandamentos "não criará imagens para cultuar" ? Onde está o espírito cristão e os ensinamentos de Nazareno?