INSANIDADE COLETIVA: Fiel da IURD esquarteja os pais por causa de dízimo

sábado, 1 de maio de 2010

Fiel da IURD esquarteja os pais por causa de dízimo

A estudante de 24 anos, Lineuza Oliveira e Silva, confessou ter matado com golpes de faca, serrote e machado, os pais adotivos Lourival Rodrigues da Silva, 73 anos, e a mãe, Joana Borges de Oliveira e Silva, de 71 anos, na madrugada deste domingo(25). A informação foi repassada hoje pela delegada Wládia Holanda, que estava de plantão na Central de Flagrantes e acompanha o caso. O crime chocou a cidade de Timon neste final de semana. Segundo a delegada, o pastor da igreja Universal será investigado. Lineuza foi transferida ainda ontem para o presídio Jorge Vieira, onde vai esperar pela conclusão do inquérito.

De acordo com a delegada Wládia Holanda, que recebeu o caso na Central de Flagrantes, disse que Lineuza teria cometido o duplo homicídio qualificado por fanatismo religioso. “Ela teria débitos de dízimos da Igreja Universal e extorquia os pais para pagá-los, como eles se negaram, era teria praticamente premeditado o crime”, destaca a delegada.

A delegada disse ainda que a acusada apresenta indícios de que tenha problemas mentais. “Só um médico pode atestar concretamente. Como o caso foi encaminhado para a Delegacia de Homicídios, o delegado de lá pode pedir o exame de sanidade mental”, explicou Wládia Holanda.


Ela afirmou que além da acusada, outras pessoas também prestaram depoimentos. E o pastor da Igreja, que já foi identificado, também será investigado.

O crime foi considerado pelos próprios policiais como "selvagem e bárbaro". O corpo do pai foi encontrado com a face achatada por um golpe de machado na sala, da residência onde os três moravam juntos, na Vila Angélica. A mãe, que é cadeirante e estava deitada, não pode se defender, das facadas que a filha desferiu. Dona Joana teve o tórax aberto pelo serrote.
Lineuza ainda mutilou os corpos, cortando braços e pernas dos pais. O crime aconteceu na madrugada, mas os vizinhos só encontraram os idosos por volta das 9 horas. A estudante que havia fugido, foi encontrada pouco tempo depois pela polícia.


0 comentários: