INSANIDADE COLETIVA: A destruição de Sodoma e Gomorra

quinta-feira, 22 de abril de 2010

A destruição de Sodoma e Gomorra

Os malditos cientistas aprontaram mais uma! Dessa vez, conseguiram uma explicação pro mito da destruição de Sodoma e Gomora. Caso vc não se lembre da história, Lot, o único homem justo lá, é visitado pelos anjos e estes disseram que Sodoma seria riscada do mapa, por que o boníssimo Javé acordara de ovo virado. Maiores detalhes no artigo Anjos: Para que servem? Mais especificamente, AQUI.<

Muito bem , a questão é que a BBC traz uma notícia interessante: Cientistas britânicos conseguiram decifrar as inscrições cuneiformes de um bloco de argila datado de 700 a.C. e descobriram que se trata do testemunho feito por um astrônomo sumério sobre a passagem de um asteróide - que pode ter causado a destruição das cidades de Sodoma a e Gomorra.

Opa, interessante, não é mesmo? O pastor de cabra que não tava sem muito o que fazer no dia, viu o tal asteróide e compôs o seu mito. Ou, mais acertadamente, soube por outras fontes e a história ganhou proporções divinas. Nada de novo aí, como sempre. Conhecido como “Planisfério”, o referido bloco foi descoberto por Henry Layard em meados do século 19 e permanecia como um mistério para os acadêmicos. Ele traz a reprodução de anotações feitas pelo astrônomo há milhares de anos.

Utilizando técnicas computadorizadas que simulam a trajetória de objetos celestes e reconstróem o céu observado há milhares de anos, os pesquisadores Alan Bond, da empresa Reaction Engines e Mark Hempsell, da Universidade de Bristol, descobriram que os eventos descritos pelo astrônomo são da noite do dia 29 de junho de 3123 a.C., segundo o calendário juliano. Eu disse: JULIANO! Se você não sabe o que é, sugiro a leitura do artigo A Verdadeira História dos Calendários.

Segundo os pesquisadores, metade do bloco traz informações sobre a posição dos planetas e das nuvens e a outra metade é uma observação sobre a trajetória do asteróide de mais de um quilômetro de diâmetro. Uma pedrinha e tanto. De acordo com Mark Hempsell, pelo tamanho e pela rota do objeto, é possível que este se tratasse de um asteróide que teria se chocado contra os Alpes austríacos, na região de Köfels, onde há indícios de um deslizamento de terra grande. O asteróide não deixou cratera que pudesse evidenciar uma explosão. Isso se explica, segundo os especialistas, porque o asteróide teria voado próximo ao chão, deixando um rastro de destruição por conta de ondas supersônicas, e se chocado contra a Terra em um impacto cataclísmico.
Segundo os pesquisadores, o rastro do asteróide teria causado uma bola de fogo com temperaturas de até 400ºC e teria devastado uma área de aproximadamente 1 milhão de quilômetros quadrados. Hempsell afirma que a escala da devastação se assemelha à descrição da destruição de Sodoma e Gomorra, presente no Velho Testamento, e de outras catástrofes mencionadas em mitos antigos.
O pesquisador sugere ainda que a nuvem de fumaça causada pela explosão do asteróide teria atingido o Sinai, algumas regiões do Oriente Médio e o norte do Egito. Hempsell afirma que mais pessoas teriam morrido por conta da fumaça do que pelo impacto da explosão nos Alpes. Segundo a Bíblia, Sodoma e Gomorra foram destruídas pelo suposto Javé como resposta a atos imorais praticados nas cidades. Lembram-se? Toda a população queria dar uns pegas nos anjos. hehehe Acredita-se que elas eram localizadas onde hoje fica o Mar Morto. Mais uma explicação científica. Nenhum deus foi necessário. Apenas um evento cosmológico comum. Asteróides caem a todo tempo na Terra. De vez em quando, cai um tão grandinho como esse.

Devo confessar que esse tal de "Planisfério" causou um rebuliço tremendo, evidências fortes, diria fortíssimas.  Algo que não se pode contestar, com base científica. Tal relato é muito relevante. No entanto, cristãos perante tal evidenciação, por todo o mundo, partiram a procura da refutação, a famosa, e até agora o melhor argumento que expuseram foi o próprio relato bíblico de tal ocasião, junto com reflexão de que Deus aje com "causas segundas". Hmm. Interessante.

2 comentários:

Porque creio disse...

Ou o pastor simulou a destruicao, como você disse, ou ela de fato ocorreu e foi registrada em um local que não é a bíblia. Por que Deus não poderia ter utilizado deste asteroide para destruir a cidade? Não há nenhum problema.

Darlisson disse...

Por que ele descreve que 'choveu enxofre e fogo', segundo o próprio Javé, então, se se quer, mais uma vez, 'ler' a bíblia e retirar mil e umas interpretações para dizer que quatro troncos, umas folhas cecas, uma corda e um grosso cipó é um elefante, é muito conveniente.