INSANIDADE COLETIVA: Bom Debate #2 Analisando a doutrinação infantil

terça-feira, 23 de março de 2010

Bom Debate #2 Analisando a doutrinação infantil

Navegando pela net, encontrei um artigo de um blog criticando a defesa da não doutrinação infantil. O texto, claramente cristão, acusa e tenta ferir a verdadeira face que está a frente dessa ideologia. Veja alguns trechos:


"Por favor não me rotule. Deixe-me crescer e escolher eu mesmo(a). "

Segundo o blog do Paulo Lopes, Richard Dawkins resolveu agora focar nas criancinhas. Essa idéia já tinha sido tratada no livro “Deus, Um Delírio”, mas aqui ele a leva ao exagero.A  imagem deste artigo é uma campanha promovida pela British Humanist Association e endossada por Dawkins.
Como de costume, onde há presença do Dawkins, sempre encontra-se um apelo emocional barato: “Não me rotule, por favor. Deixe-me crescer e escolher por mim”.

 Claramente o autor do texto é cristão, nota-se grande covardia quando se dirigem a Dawkins e completam
 "um apelo emocional barato". Proteger nossas crianças da insanidade não é um apelo barato, mas sim um gesto de amor (para com o próximo e não para com um zumbi de 2000 anos e um velho barbudo imaginário... chora T.T), um gesto que simboliza nossa esperança de que um dia a humanidade encontre a liberdade e a verdadeira salvação, que somos cada um de nós.

O que está por trás disso é evidente e nem é preciso de uma auditoria para descobrir: Dawkins quer limitar a transmissão de valores dos pais aos filhos.
E por qual motivo ele faria isso? Aí é que vem a parte sórdida da história, que ele não revela.
Se as crianças não podem ser orientadas pelos valores dos pais, seriam orientados pelos valores de quem?
Richard Rorty e Daniel Dennett já deixaram escapar declarações nesse sentido… Os valores deveriam vir dos professores. É isso mesmo! As crianças deixariam de assimilar os valores dos pais, e em substituição iriam assimilar os valores pregados pelos professores.

Veja como eles comparam doutrinação com valores de pai para filho. Mais uma vez o autor se mostra ignorante e leigo quanto ao assunto. Doutrinação não tem nada a ver com orientação moral. Veja a diferença entre dizer: "Não mate, não roube, não faça nada de mal por que senão o seu pai invisível e imaginário vai te colocar em um fogo infinito e vai te causar sofrimento infinito e tu irás fazer morada na casa de satanás." e "Não mate, não roube, não faça nada de mal pois isso é errado. Nós somos todos iguais, somos irmãos. O mal que fazes a teu irmão poderá ser feito a ti. Somos todos um só, vivemos na mesma casa, nosso universo que é lindo e maravilhoso. É o nosso criador."
Um cristão precisa do medo e do temor para poder tentar ensinar valores ao seu filho, enquanto um descrente precisa apenas do amor e da razão para o faze-lo.


E quem conhece a fauna que habita grande parte das universidades de países como Brasil, Inglaterra, Estados Unidos, França (ali é uma festa), sabe que a espécie mais populosa é aquele bando de professores que passam o dia inteiro pregando suas cartilhas: comunismo, gayzismo, aquecimento global, neo ateísmo, etc.
 É claro que sai dali muitas vezes um novo comunistinha, um novo gayzista, um novo militante ateu, um novo militante do aquecimento global, etc.

Marquem a resposta coreta a cerca das características do povo cristão:
(  ) Fundamentalista
(  ) Separatista
(  ) Preconceituoso
(  ) Racista
(  ) Hipócrita
(X) Todas as anteriores

Mas, sem firulas: se for para eu não ensinar os meus valores morais aos meus filhos, eu preferiria que eles não os aprendessem na maioria da escolas e principalmente universidades.
Que me perdoem os bons professores, que agem como PROFISSIONAIS (sim, eu acredito que alguns deles ainda existam, e os respeito muito – peço que não se sintam incluídos entre os professores questionados aqui), mas a maioria, principalmente nas universidades, não serve como base moral para nada.
Eu preferiria que meus filhos adquirissem seus valores morais em um PUTEIRO ao invés de com professores dessa estirpe.
A puta, pelo menos, está ganhando o o seu dinheiro vendendo o corpo. O professorzinho desonesto está usando o dinheiro que os pais ingenuamente investem no estudo dos filhos para ensinar sua cartilha anti-cristã aos filhos dele. É claro que qualquer puta vale muito mais do que esse tipo específico de professor.
Eu sugiro aliás, uma nova campanha: que tal colocarmos em cartazes fotos de Caroline Miranda, Thammy Gretchen, Marcia Imperator e outras atrizes pornô, ao lado da seguinte mensagem: “Aprenda seus valores morais com qualquer um, até com elas, menos com professorzinho neo-ateu, gayzista e/ou militante comunista. As putas ao menos recebem o seu dinheiro para uma função, e executam essa função. Eles não.”
O recado está dado: o objetivo dessa campanha chinfrim do Dawkins, cheia de apelo emocional, é apenas confessar indiretamente que a patota dele que está doidinha para passar seus “valores” às crianças, e adolescentes. E que elas estariam mais vulneráveis sem os valores morais ensinados pelos pais, principalmente os valores religiosos.
Cabe aos pais agora investigarem e não permitirem esse crime contra o estado e contra o investimento financeiro que fazem no estudo dos filhos. Para isso devem usar de qualquer artifício possível, dentro da lei.
É hora do pai, que financia o estudo do filho, saber que ele tem que exigir que o professor DÊ AULA. E só.
As dicas para auditar os professores desonestos estão aí.
As câmeras deveriam ser apenas o começo…

Nossa, esse trecho aqui deixo pra vocês mesmo tirarem suas conclusões, que para mim, são bastante claras.
Só um ponto importante: Eles defendem que o professor seja apenas pra ensinar e não tentar empurrar suas ideias. Ou seja, o ensino religioso deve ser ABOLIDO das escolas públicas, tendo em vista que religião é uma visão pessoal.

No mais quero apenas deixar uma mensagem:
"A religião vêem sendo o grande veneno da humanidade. Nossa sociedade está completamente envenenada e afundada nessa merda. Liberte sua mente."

PS - Só um recadinho rapindinho, pra você GAY (homem ou mulher), e o faço sem preconceito ou maldade, mas você tem que admitir, o CRISTIANISMO (Deus judaico-cristão e seu filho Nazareno) não admitem homosexuais. É preciso repensar seus atos e ideologias. Vocês são, fielmente, discriminados e jogados de lado pela idéia que defendem. Pensem nisso.
[Ah! Sabia! Ateísmo é comunismo, gayzismo... blá blá blá] T.T vtnc fdp! XP

3 comentários:

Mariana disse...

Vocês são rídiculos. envolvendo essas crianças no meio. elas não tem nada a ver com isso

Mauro Cavalcanti disse...

Meu Caro,
O que é que se poderia esperar de um blog como esse referido no seu post? Mais importante do que a baboseira religiosa que esse blog pretensamente "defende" são os ataques ali feitos às universidades, aos gays e aos militantes de esquerda. Esse blog é, simplesmente, *fascista* -- e apenas utiliza-se do "manto" do besteirol religioso para propagar a intolerância *política* e *social* aproveitando-se das garantias legais existentes a favor da "liberdade religiosa"... FORA FASCISTAS!

Darlisson disse...

Pra você ver, como a religião distorce completamente as coisas. Os religiosos se dizem bons, seguidores do deus do amor, da paz e da justiça, mas eles simplesmente se enchem de orgulho para expor todo o seu racismo, egocentrismo e 'superioridade'... Uma pessoa dedica anos da sua vida para aprender e ensinar e querem que ele se limite a dizer: "A ciência mente, a terra não tem bilhões de anos só são 6 mil, viemos do barro, NÃO existe evolução biológica e a terra é o centro do universo...